TRANSLATE:

22.2.19

Etapas para meditação: diferença entre concentrar e meditar

Hoje é dia de Lua Cheia e muita gente vai meditar.
Qual a diferença entre concentrar e meditar? Como alcançar a meditação? Conheça os estágios ou etapas de práticas.
Outros posts descreveram a minha experiência com a prática de meditação diária, de 10 minutos, com dicas de contagem e curtas observações sobre as etapas.
É comum a confusão entre reflexão e meditação, com afirmações tal qual "estive meditando sobre a minha vida" ou "vou meditar sobre o assunto". Todavia, o uso da palavra meditar nesse contexto é equivocado, sendo mais adequada a escolha do verbo refletir..
Concentração também não se confunde com meditação. Concentrar é um ato relativo ao foco em determinado objeto. Na minha formação na Uni-Yôga eu aprendi a diferenciação entre os conceitos de concentração e meditação, o que pode servir para melhor observação dos fenômenos. A clareza entre percepção, concentração e meditação são igualmente importantes, para que se saiba qual prática está sendo realizada e conquistar a verdadeira meditação.
No Yôga Sútra de Patanjali lê-se no item 1.2: "Yoga chitta vritti nirodha", que significa "Yoga é a cessação (nirodha) dos vórtices (vrittis) da substância mental (chitta)".
O processo para cessar as ondas mentais pode ser alcançado mediante diferentes práticas e o Yôga é uma delas. Criei essa imagem para resumir a divisão das etapas. De modo clássico fala-se das 4 últimas, acrescentei presença para facilitar a compreensão especialmente para quem não é yogi mas quer meditar.
A fim de clarear ainda mais, separei em 5 estágios de práticas:

Presença/Percepção: estado de atenção, se perceber no espaço, sentir o corpo encostando o chão, os aromas, os ruídos, ou seja, vivenciar o presente. A percepção da existência de pensamentos sobre o passado e o futuro devem ser substituidas somente pela percepção do momento presente.


Pratyáhára: a abstração dos sentidos, técnica de isolamento da percepção acima citada, especialmente relativa aos sons cotidianos que muitas vezes "atrapalham" o momento. Aquela buzina, aquele latido, a música do vizinho.

Dháraná: a concentração. a técnica de concentração pode ser exercitada com os 5 sentidos. Pode-se escolher o foco num aroma, o foco num símbolo para se fixar o olhar (de olhos abertos ou fechados), num mantra. Com o auxílio de pratyahara, a única atenção será ao objeto escolhido e nada mais. Aqui se encaixa a técnica de contagem que descrevi no post sobre meditação diária.



Dhyana: a meditação. estado em que se pratica chitta vritti nirodha. Se em dhárana havia o foco em apenas um objeto, em dhyana este desaparecerá. É o que resta. Um breu. Uns pontinhos. Fique aqui e agora em dhyana.
Samádhi: a iluminação. O objetivo do Yôga. Para os budistas, o nirvana. Alto estágio de desenvolvimento pranico, é o ápice meditativo.

A fim de estudar mais sobre o tema, leia o Yoga Sutra de Patanjali. Na abertura do post eu coloquei uma imagem com 5 palavras, sinalizando 4 delas com estrelas amarelas. Elas constituem os últimos 4 passos descritos por Patanjali para a iluminação.
Namastê!

8.10.18

Diário da Candidata a Deputada Federal: Meus Votos e o Desempenho da Rede SC e Nacional

Agradeço imensamente os 3.270 votos obtidos ontem no meu pleito a deputada federal.
Foi a primeira vez que pude votar em mim mesma e com muito esforço prossegui o compromisso apesar de todos os entraves do processo eleitoral.
Fui a deputada federal mais votada da REDE em Santa Catarina. Apesar de 3.270 ser uma boa votação para um início de jornada, é muito aquém do necessário para se eleger, considerando o alto quociente eleitoral. A REDE não estava coligada e os singelos recursos para a campanha dificultaram o nosso desempenho.
Segue o breve balanço da REDE.

Pontos positivos da REDE em nível nacional:
-Elegemos a primeira deputada federal mulher indígena, por Roraima.
- Reelegemos o Senador Randolfe, pelo Amapá.
- Elegemos mais 4 senadores, totalizando, a partir do ano 2019, 5 senadores da REDE no Congresso.

Pontos negativos da REDE SC e nacional: 
- Não elegemos novos representantes em SC.
- Não alcançamos a porcentagem da cláusula de barreira.

O último post aqui, de setembro, foi sobre a cláusula de barreira, explicando o critério de porcentagem mínima a ser alcançada em relação à votação para a Câmara dos Deputados, imprescindível para ter direito a fundo partidário e propaganda "gratuita" de rádio e TV. A Rede Sustentabilidade de Santa Catarina não alcançou o objetivo e tampouco a Rede Nacional.

O ACESSO A FUNDO PARTIDÁRIO E PROPAGANDA DE RÁDIO E TV DEPENDE DAS REGRAS:

A REGRA PARA 2018:
a) obtiverem, nas eleições para a Câmara dos Deputados, no mínimo, 1,5% (um e meio por cento) dos votos válidos, distribuídos em pelo menos um terço das unidades da Federação, com um mínimo de 1% (um por cento) dos votos válidos em cada uma delas;
OU
b) tiverem elegido pelo menos nove Deputados Federais distribuídos em pelo menos um terço das unidades da Federação;

A REGRA PARA 2022:
a) obtiverem, nas eleições para a Câmara dos Deputados, no mínimo, 2% (dois por cento) dos votos válidos, distribuídos em pelo menos um terço das unidades da Federação, com um mínimo de 1% (um por cento) dos votos válidos em cada uma delas;
OU
b) tiverem elegido pelo menos onze Deputados Federais distribuídos em pelo menos um terço das unidades da Federação;

A REGRA A PARTIR DE 2026:
a) obtiverem, nas eleições para a Câmara dos Deputados, no mínimo, 2,5% (dois e meio por cento) dos votos válidos, distribuídos em pelo menos um terço das unidades da Federação, com um mínimo de 1,5% (um e meio por cento) dos votos válidos em cada uma delas;
OU
b) tiverem elegido pelo menos treze Deputados Federais distribuídos em pelo menos um terço das unidades da Federação.
Para acessar o texto da EC 97/2017, acesse:
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/emendas/emc/emc97.htm

Neste site bastante didático é possível verificar os resultados das eleições de todo o Brasil:
https://congressoemfoco.uol.com.br/eleicoes/acompanhe-por-aqui-a-apuracao-de-votos-em-tempo-real/ 

Beijocas!

15.9.18

Luísa Bresolin 1801: Sobre jogar fora (garrafa PET)

Sobre jogar fora: além da questão da educação, precisamos passar por uma mudança de hábitos em favor da substituição de descartáveis de uso único. Muitas leis sobre consumo de plástico tramitam no Congresso e o retrocesso ambiental tem sido notado. Precisamos de representantes que valorizam o meio ambiente para defender o interesse do povo e da natureza. Para deputada federal vote 1801, Luísa Bresolin. Conheça mais na página do Facebook Luísa Bresolin. 

Luísa Bresolin 1801: O que eu faço no TJSC

O eleitor quer renovação e representação. Não ter exercido cargo político é um dos critérios de vantagem. Neste vídeo, para que me conheça melhor, explico sobre meu trabalho como servidora do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, na Secretaria de Gestão Socioambiental: da gestão de resíduos aos pareceres de licitações sustentáveis, repensamos o consumo, trazemos reflexão e mudanças de hábitos. Para deputada federal, Luísa Bresolin, 1801 para Santa Catarina 

Luísa Bresolin 1801: Apresentação

A primeira pergunta de quem não me conhece é: qual é a sua formação? Servidora pública, mestre e doutoranda em Direito e pesquisadora do GPDA na UFSC. 
Para deputada federal vote 1801, Luísa Bresolin.
Conheça mais sobre mim e minhas propostas na página do Facebook Luísa Bresolin